• Utilizando o gingko Laboratório de Informática.

  • MODELOS EXPLICATIVOS DO CONHECIMENTO FILOSOFIA

  • NÍVEIS DO CONHECIMENTO

    • RACIONALISMO

      A razão, como método para alcançar a verdade.

    • ORIGEM DO RACIONALISMO

    • IDEIAS INATAS

    • PAPEL DA MATEMÁTICA

    • EMPIRISMO

    • MENTE COMO “TÁBUA RASA”

    • CIÊNCIAS NATURAIS

    • DOGMATISMO

    • CETICISMO

    • REALISMO

    • IDEALISMO

    • Albert Einstein e a Teoria da Relatividade Sigmund Freud e a Psicanálise.

    • Galileu Galilei e o Método EmpíricoIsaac Newton e sua obra: Philosophia e Naturalis Principia Mathematica

    • Rafael Capurro e a Ciência da InformaçãoAristóteles e a Filosofia Ocidental.

    • Allan Kardec e o Espiritismo René Descartes e o RacionalismoJesus de Nazaré e o Cristianismo.

    • O Homem Vitruviano de Leonardo da VinciCharles Darwin e a Teoria da Seleção Natural.

    • Conhecimento Popular Conhecimento Popular.

    • Carl Sagan a Divulgação Cientifica e a Vida em outros Planetas O Modelo Atômico.

    • O PensadorEdgar Morin e o Pensamento Complexo – Ciência com Consciência.

    • A alegoria da caverna de Platão.

    • O que é conhecimento? O que podemos conhecer? O que conhecemos é realmente correto? Como podemos confiar e testar nossos conhecimentos? Podemos compreender o conhecimento em sua totalidade?

    • A origem da palavra “Racionalismo” provém do latim ratio e significa razão.

    • Esse termo designa a doutrina
      que confia na razão dos seres humanos para alcançar a verdade como um todo.

    • Teve origemcom a Teoria das Ideias de Platão, que distinguia o mundo inteligível do mundo sensível.

    • A razãoé a fonteprincipal do conhecimento.

    • São ideias colocadas na mente por Deus, não havendo intervenção humana, nem recurso à experiência.

    • As ideias inatas subsistem num lugar profundo da mente e nós, os seres humanos, temos a liberdade de as pensar ou não.

    • Representam as essências verdadeiras, imutáveis e eternas.

    • O Racionalismo foi desenvolvido pela confiança na capacidade do pensamento matemático, símbolo da autonomia e da razão para interpretar adequadamente o mundo.

    • O conhecimentoderiva da experiência

    • ORIGEM DO EMPIRISMO

    • O Empirismo é uma teoria epistemológicaque afirma que o conhecimento derivada experiência.

    • Nega a existência de ideias inatas, ao conceber a mente como um “papel em branco” ou uma “tábua rasa” que se vai preenchendo conforme as experiências adquiridas.

    • As ciências naturais representam um papel decisivo na teoria Empirista. Tem como função comprovar os factos mediante uma cuidadosa observação.

    • O investigador está assim entregue à experiência, tendo tendência para colocar o fator racional de lado, pondo em destaque o Empirismo.

    • A verdade é algo certo e inquestionável.

    • TIPOS DE DOGMATISMO (2 tipos)

    • DEFINIÇÃO

    • O Ceticismo é a doutrina da qual o espírito humano não pode atingir nenhuma certeza a respeito da verdade.

    • O ceticismo absoluto – é impossível ao sujeito apreender o objeto, logo não há qualquer conhecimento verdadeiro

    • O ceticismo mitigado – não se pode afirmar que tal juízo é ou não verdadeiro, apenas podemos dizer se é ou não provável.

    • O ceticismo metódico – o ceticismo como meio para alcançar a verdade. Pôr tudo em dúvida, para eliminar o falso e chegar a um saber verdadeiro.

    • O ceticismo metafísico – é impossível conhecer aquilo que ultrapassa a nossa experiência sensível. Devemos limitar-nos à experiência, evitando especulações.

    • Nós vemos tal e qual como o mundo é.

    • O QUE É A “REALIDADE”?

    • O mundo, tal como o arco-íris não passam de criações da mente.

    • O QUE É A “REALIDADE”?

    • CONHECIMENTO é uma relação que se estabeleceentre o sujeito que conhece e o objeto conhecido.  Imagens (conhecimentoAtravés do conhecimento, sensível)reconstruímos, em nós, arealidade, pelas:  Ideias (conhecimento intelectual).

      1. CONHECIMENTO EMPÍRICOEmpirismo do grego: empeiria EXPERIÊNCIA
      2. CONHECIMENTO EMPÍRICO
      3. CONHECIMENTO EMPÍRICOO conhecimento empírico é também chamadode conhecimento popular, comum ou vulgar. É aquele obtido no dia a dia, independentemente de estudos ou critérios de análise. Foi o primeiro nível de contato do homem com o mundo, acontecendo através de experiências casuais e de erros e acertos.
      4. CONHECIMENTO EMPÍRICOEXEMPLOS: A chave está emperrando na fechadura e, de tanto experimentarmos abrir a porta, acabamos por descobrir (conhecer) um jeitinho de girar a chave sem emperrar; Criar software sem capacitação técnica ou superior, baseado na tentativa e erro. Nuvens escuras como sinal de mau tempo…
      5. CONHECIMENTO EMPÍRICOAinda assim, é a base para o conhecimentocientífico, por existir antes do homem,imaginar a existência da ciência e por levar ohomem a reflexão (Theóphilo e Martins,2009).
      6. CONHECIMENTO EMPÍRICO Particular, pois, não objetiva generalizações; Assistemático, pois, não exige comprovações; Valorativo, pois, está impregnado de subjetividade; Subjetivo, pois, é gerado a partir da experiência de cada sujeito; Superficial, pois, sem buscar as causas dos fenômenos/eventos, pauta-se na aparência; Efêmero, pois, ao ser transmitido de geração em geração, vai sendo continuamente modificado.
      7. CONHECIMENTO FILOSÓFICOÉ fruto do raciocínio e da reflexão humana. É oconhecimento especulativo sobre fenômenos,gerando conceitos subjetivos. Busca dar sentidoaos fenômenos gerais do universo, ultrapassandoos limites formais da ciência.
      8. CONHECIMENTO FILOSÓFICO
      9. CONHECIMENTO FILOSÓFICO
      10. CONHECIMENTO FILOSÓFICO
      11. CONHECIMENTO FILOSÓFICO
      12. CONHECIMENTO FILOSÓFICOComo a ciência não é suficientepara explicar o sentido geral douniverso, o homem tenta essaexplicação através da filosofia.
      13. CONHECIMENTO FILOSÓFICO O homem é a ponte entre o animal e o além-homem (Friedrich Nietzsche); Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz. (Platão); As vivências terríveis fazem-nos pensar se o seu protagonista não é, ele próprio, algo de terrível. (Friedrich Nietzsche); A vida sem ciência é uma espécie de morte. (Sócrates); Os homens que se emocionam com as paixões são capazes de ter mais doçura na vida. (Rene Descartes)…
      14. CONHECIMENTO FILOSÓFICO Valorativo Racional Sistemático Não verificável Infalível Exato Especulativo
      15. CONHECIMENTO RELIGIOSOConhecimento revelado pela fédivina ou crença religiosa. Não pode, por sua origem, ser confirmado ou negado. Depende da formação moral e das crenças de cada indivíduo.
      16. CONHECIMENTO RELIGIOSOPara Theophilo e Martins (2009) o conhecimentoteológico é produto da fé humana na existênciade uma entidade divina. Provem das revelaçõesdo mistério, do oculto, por algo que é interpretadocomo mensagem ou manifestação divina etransmitido por alguém, por tradição ou atravésde escritos sagrados. Pode ser chamado de religioso, teológico, místico ou espiritual.
      17. CONHECIMENTO RELIGIOSO Acreditar que alguém foi curado por um milagre; Acreditar em duende; Acreditar em reencarnação; Acreditar no espiritismo…
      18. CONHECIMENTO RELIGIOSO Valorativo Inspiracional Sistemático Não verificável Infalível Exato
      19. CONHECIMENTO CIENTÍFICOO conhecimento científico resulta dainvestigação metódica e sistemática darealidade. Transcende os fatos e os fenômenosem si mesmos, analisa-os para descobrir suascausas e consequências (Theophilo e Martins,2009). Ao contrário do conhecimento vulgar, o conhecimento científico segue aplicações de métodos, faz análises, classificações e comparações.
      20. CONHECIMENTO CIENTÍFICO Descobrir uma vacina que evite uma doença; Descobrir quais os problemas existentes no desenvolvimento de software; Descobrir como se dá a implementação de um sistema; Teoria da relatividade; Teoria da informação…
      21. CONHECIMENTO CIENTÍFICO É racional e objetivo;  Depende de investigação metódica; Atém-se aos fatos;  Busca e aplica leis; Transcende aos fatos; É analítico;  É explicativo;  Pode fazer predições; Requer exatidão e clareza;  É aberto; É comunicável;  É útil. É verificável;
    • O empirismo tem sua origem na palavra grega empeiria que significa experiência sensorial, esta corrente opõe-se à tese do racionalismo: “a única fonte do conhecimento humano é a experiência”.

    • O dogmatismo do senso comum

    • O dogmatismo filosófico

    • O dogmatismo é um fundamentalismo intelectual.

    • Os dogmas expressam verdades certas, indubitáveis e não sujeitas a qualquer tipo de revisão ou crítica.

    • Dogmatismo é uma atitude natural e espontânea que temos desde criança. É a nossa crença de que o mundo que existe é exatamente da forma como o percebemos.

    • Requer todas as informações suportadas pela evidência para tomar dada afirmação como verdadeira.

    • O Realismo enfatiza a independência ontológica da realidade em relação a esquemas conceptuais, crenças e pontos de vista.

    • A realidade conjugada com as nossas crenças formam a verdade.

    • A realidade é assim algo que existe, algo que é verdadeiro.

    • A realidade, segundo o idealismo, é algo que não existe, algo que não é verdadeiro, logo, a realidade é apenas uma construção da nossa mente.

    • A realidade apresenta uma natureza essencialmente espiritual, sendo a matéria uma manifestação ilusória, aparente.

    • Pode-se comparar ao filme Matrix, onde o que vemos, sentimos, comemos, etc. não passa de uma imagem criada na nossa mente.

    • Designa as certezas não questionadas do senso comum, teme o novo e tenta impor aos outros o seu ponto de vista.

    • Serve para identificar os filósofos que estão convencidos de que a razão pode alcançar a certeza absoluta.

    {"cards":[{"_id":"559ecdc79771fd8d5d46b49c","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":3839550,"position":1,"parentId":null,"content":"# Utilizando o gingko ** Laboratório de Informática**."},{"_id":"584ead5077b00abfd2000030","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905669,"position":1.75,"parentId":null,"content":"## MODELOS EXPLICATIVOS DO CONHECIMENTO FILOSOFIA"},{"_id":"584ee95d77b00abfd2000064","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905509,"position":0.5,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/Vk5hK6dRb2sBjeXzv7SJ)"},{"_id":"584eadac77b00abfd2000031","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905455,"position":1,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## RACIONALISMO \n** A razão, como método para alcançar a verdade. **"},{"_id":"584eb15c77b00abfd2000032","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905232,"position":2,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## ORIGEM DO RACIONALISMO"},{"_id":"584eb27577b00abfd2000033","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905456,"position":1,"parentId":"584eb15c77b00abfd2000032","content":"A `origem` da palavra “Racionalismo” provém do latim ratio e significa razão. "},{"_id":"584eb40b77b00abfd2000034","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905458,"position":2,"parentId":"584eb15c77b00abfd2000032","content":"Esse ```\ntermo designa a doutrina```\n que confia na razão dos seres humanos para alcançar a verdade como um todo."},{"_id":"584eb48577b00abfd2000035","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905461,"position":3,"parentId":"584eb15c77b00abfd2000032","content":"Teve `origem `com a Teoria das Ideias de Platão, que distinguia o mundo inteligível do mundo sensível."},{"_id":"584eb55a77b00abfd2000036","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905231,"position":3,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## IDEIAS INATAS"},{"_id":"584eb71877b00abfd2000037","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":3839888,"position":1,"parentId":"584eb55a77b00abfd2000036","content":"A ```\nrazão \n```é a ```\nfonte \n```principal do ```\nconhecimento\n```."},{"_id":"584eb76577b00abfd2000038","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":3839891,"position":2,"parentId":"584eb55a77b00abfd2000036","content":"São ideias colocadas na mente por Deus, não havendo intervenção humana, nem recurso à experiência."},{"_id":"584eb7b677b00abfd2000039","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905242,"position":3,"parentId":"584eb55a77b00abfd2000036","content":"As ideias inatas subsistem num lugar profundo da mente e nós, os seres humanos, temos a liberdade de as pensar ou não."},{"_id":"584eb81077b00abfd200003a","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905464,"position":4,"parentId":"584eb55a77b00abfd2000036","content":"### Representam as essências verdadeiras, imutáveis e eternas."},{"_id":"584eb8df77b00abfd200003b","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905245,"position":4,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## PAPEL DA MATEMÁTICA"},{"_id":"584eb91977b00abfd200003c","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905246,"position":1,"parentId":"584eb8df77b00abfd200003b","content":"O Racionalismo foi desenvolvido pela confiança na capacidade do pensamento matemático, símbolo da autonomia e da razão para interpretar adequadamente o mundo."},{"_id":"584eba4f77b00abfd200003d","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905247,"position":5,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## EMPIRISMO"},{"_id":"584eba8177b00abfd200003e","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905465,"position":1,"parentId":"584eba4f77b00abfd200003d","content":"O `conhecimento `deriva da ```\nexperiência\n```"},{"_id":"584ebb7677b00abfd200003f","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905249,"position":2,"parentId":"584eba4f77b00abfd200003d","content":"ORIGEM DO EMPIRISMO"},{"_id":"584ebbfc77b00abfd2000040","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905250,"position":1,"parentId":"584ebb7677b00abfd200003f","content":"O empirismo tem sua origem na palavra grega empeiria que significa experiência sensorial, esta corrente opõe-se à tese do racionalismo: “a única fonte do conhecimento humano é a experiência”."},{"_id":"584ef4cb77b00abfd2000065","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905415,"position":5.5,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/pNOcQjQ0S5GWbPx9uvL9)"},{"_id":"584ebcbd77b00abfd2000041","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905470,"position":6,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## **MENTE **COMO “TÁBUA RASA” "},{"_id":"584ebcff77b00abfd2000042","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905469,"position":1,"parentId":"584ebcbd77b00abfd2000041","content":"O **Empirismo **é uma teoria `epistemológica `que afirma que o conhecimento ```\nderiva \n```da **experiência**."},{"_id":"584ebd7677b00abfd2000043","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905254,"position":2,"parentId":"584ebcbd77b00abfd2000041","content":"Nega a existência de ideias inatas, ao conceber a mente como um “papel em branco” ou uma “tábua rasa” que se vai preenchendo conforme as experiências adquiridas."},{"_id":"584ebe1977b00abfd2000044","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905256,"position":7,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## CIÊNCIAS NATURAIS"},{"_id":"584ebead77b00abfd2000045","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905471,"position":1,"parentId":"584ebe1977b00abfd2000044","content":"As ciências naturais representam um papel decisivo na teoria Empirista. Tem como função comprovar os factos mediante uma cuidadosa observação."},{"_id":"584ebf0777b00abfd2000046","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905472,"position":2,"parentId":"584ebe1977b00abfd2000044","content":"O **investigador **está assim entregue à ```\nexperiência\n```, tendo tendência para colocar o fator racional de lado, pondo em destaque o **Empirismo**."},{"_id":"584ebf9777b00abfd2000047","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905306,"position":8,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## DOGMATISMO"},{"_id":"584ebfe477b00abfd2000048","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905473,"position":1,"parentId":"584ebf9777b00abfd2000047","content":" A **verdade **é algo certo e ```\ninquestionável\n```."},{"_id":"584ec0c677b00abfd2000049","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905294,"position":2,"parentId":"584ebf9777b00abfd2000047","content":"TIPOS DE DOGMATISMO (2 tipos)"},{"_id":"584ec4a677b00abfd200004e","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905300,"position":1,"parentId":"584ec0c677b00abfd2000049","content":"O dogmatismo do senso comum"},{"_id":"584ec80e77b00abfd2000051","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905303,"position":1,"parentId":"584ec4a677b00abfd200004e","content":"Designa as certezas não questionadas do senso comum, teme o novo e tenta impor aos outros o seu ponto de vista."},{"_id":"584ec6f777b00abfd200004f","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905301,"position":2,"parentId":"584ec0c677b00abfd2000049","content":"O dogmatismo filosófico"},{"_id":"584ec77877b00abfd2000050","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905302,"position":1,"parentId":"584ec6f777b00abfd200004f","content":"Serve para identificar os filósofos que estão convencidos de que a razão pode alcançar a certeza absoluta."},{"_id":"584ec15f77b00abfd200004a","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905275,"position":3,"parentId":"584ebf9777b00abfd2000047","content":"DEFINIÇÃO"},{"_id":"584ec21c77b00abfd200004b","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905278,"position":1,"parentId":"584ec15f77b00abfd200004a","content":" O dogmatismo é um fundamentalismo intelectual."},{"_id":"584ec2b177b00abfd200004c","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905285,"position":2,"parentId":"584ec15f77b00abfd200004a","content":"Os dogmas expressam verdades certas, indubitáveis e não sujeitas a qualquer tipo de revisão ou crítica."},{"_id":"584ec2f577b00abfd200004d","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905283,"position":3,"parentId":"584ec15f77b00abfd200004a","content":"Dogmatismo é uma atitude natural e espontânea que temos desde criança. É a nossa crença de que o mundo que existe é exatamente da forma como o percebemos."},{"_id":"584ef7cf77b00abfd2000066","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905418,"position":8.5,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/mf6BS8uWQSJCTyGYwytI)"},{"_id":"584eca8c77b00abfd2000052","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905420,"position":9,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## CETICISMO"},{"_id":"584ecd3d77b00abfd2000056","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905480,"position":0.5,"parentId":"584eca8c77b00abfd2000052","content":"O Ceticismo é a doutrina da qual o `espírito humano` não pode atingir `nenhuma certeza` a respeito da `verdade`. "},{"_id":"584ecd8277b00abfd2000057","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905322,"position":1,"parentId":"584ecd3d77b00abfd2000056","content":"Requer todas as informações suportadas pela evidência para tomar dada afirmação como verdadeira."},{"_id":"584ecb2177b00abfd2000053","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905478,"position":1,"parentId":"584eca8c77b00abfd2000052","content":"O ceticismo **absoluto **– é impossível ao sujeito apreender o objeto, logo não há qualquer conhecimento verdadeiro"},{"_id":"584f16bf77b00abfd2000069","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905476,"position":1.5,"parentId":"584eca8c77b00abfd2000052","content":"O ceticismo **mitigado **– não se pode afirmar que tal juízo é ou não verdadeiro, apenas podemos dizer se é ou não provável."},{"_id":"584ecbf677b00abfd2000054","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905482,"position":2,"parentId":"584eca8c77b00abfd2000052","content":"O ceticismo **metódico **– o ceticismo como meio para alcançar a verdade. Pôr tudo em dúvida, para eliminar o falso e chegar a um saber verdadeiro."},{"_id":"584ecc6d77b00abfd2000055","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905484,"position":3,"parentId":"584eca8c77b00abfd2000052","content":"O ceticismo **metafísico **– é impossível conhecer aquilo que ultrapassa a nossa experiência sensível. Devemos limitar-nos à experiência, evitando especulações."},{"_id":"584efa4477b00abfd2000067","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905421,"position":9.5,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/5WVUDr6TsVYNa2MDWKgk)"},{"_id":"584ececb77b00abfd2000058","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905327,"position":10,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## REALISMO"},{"_id":"584ecf0c77b00abfd2000059","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905487,"position":1,"parentId":"584ececb77b00abfd2000058","content":" Nós vemos tal e qual como o mundo é."},{"_id":"584ecf9f77b00abfd200005a","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905503,"position":2,"parentId":"584ececb77b00abfd2000058","content":"O QUE É A “REALIDADE”?"},{"_id":"584ecfed77b00abfd200005b","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905362,"position":1,"parentId":"584ecf9f77b00abfd200005a","content":"O Realismo enfatiza a independência ontológica da realidade em relação a esquemas conceptuais, crenças e pontos de vista."},{"_id":"584ed05377b00abfd200005c","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905331,"position":2,"parentId":"584ecf9f77b00abfd200005a","content":"A realidade conjugada com as nossas crenças formam a verdade."},{"_id":"584ed09e77b00abfd200005d","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905332,"position":3,"parentId":"584ecf9f77b00abfd200005a","content":"A realidade é assim algo que existe, algo que é verdadeiro."},{"_id":"584efd4177b00abfd2000068","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905432,"position":11,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/JvhHbPvKQmWNidrLozWG)"},{"_id":"584ed14f77b00abfd200005e","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905402,"position":12,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"## IDEALISMO"},{"_id":"584ed18977b00abfd200005f","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905337,"position":1,"parentId":"584ed14f77b00abfd200005e","content":"O mundo, tal como o arco-íris não passam de criações da mente."},{"_id":"584ed2fe77b00abfd2000060","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905354,"position":2,"parentId":"584ed14f77b00abfd200005e","content":"O QUE É A “REALIDADE”?"},{"_id":"584ed38777b00abfd2000061","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905340,"position":1,"parentId":"584ed2fe77b00abfd2000060","content":"A realidade, segundo o idealismo, é algo que não existe, algo que não é verdadeiro, logo, a realidade é apenas uma construção da nossa mente."},{"_id":"584ed3f477b00abfd2000062","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905341,"position":2,"parentId":"584ed2fe77b00abfd2000060","content":"A realidade apresenta uma natureza essencialmente espiritual, sendo a matéria uma manifestação ilusória, aparente."},{"_id":"584ed44c77b00abfd2000063","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905343,"position":3,"parentId":"584ed2fe77b00abfd2000060","content":"Pode-se comparar ao filme Matrix, onde o que vemos, sentimos, comemos, etc. não passa de uma imagem criada na nossa mente."},{"_id":"584f1b5077b00abfd200006a","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905492,"position":13,"parentId":"584ead5077b00abfd2000030","content":"![](https://www.filepicker.io/api/file/SErGQeQRhStQZP9FkRFy)"},{"_id":"584f23ec77b00abfd200006b","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905511,"position":1.875,"parentId":null,"content":"## NÍVEIS DO CONHECIMENTO"},{"_id":"584f248977b00abfd200006c","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905515,"position":1,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Albert Einstein e a Teoria da Relatividade Sigmund Freud e a Psicanálise."},{"_id":"584f254677b00abfd200006d","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905516,"position":2,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Galileu Galilei e o Método EmpíricoIsaac Newton e sua obra: Philosophia e Naturalis Principia Mathematica"},{"_id":"584f26f977b00abfd200006e","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905570,"position":3,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Rafael Capurro e a Ciência da InformaçãoAristóteles e a Filosofia Ocidental."},{"_id":"584f27c177b00abfd200006f","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905578,"position":4,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Allan Kardec e o Espiritismo René Descartes e o RacionalismoJesus de Nazaré e o Cristianismo."},{"_id":"584f287277b00abfd2000070","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905577,"position":5,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"O Homem Vitruviano de Leonardo da VinciCharles Darwin e a Teoria da Seleção Natural."},{"_id":"584f28fc77b00abfd2000071","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905579,"position":6,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Conhecimento Popular Conhecimento Popular."},{"_id":"584f2a6377b00abfd2000072","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905580,"position":7,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"Carl Sagan a Divulgação Cientifica e a Vida em outros Planetas O Modelo Atômico."},{"_id":"584f2af477b00abfd2000073","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905583,"position":8,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"O PensadorEdgar Morin e o Pensamento Complexo – Ciência com Consciência."},{"_id":"584f2b8f77b00abfd2000074","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905585,"position":9,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"A alegoria da caverna de Platão."},{"_id":"584f2c2877b00abfd2000075","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905589,"position":10,"parentId":"584f23ec77b00abfd200006b","content":"O que é conhecimento? O que podemos conhecer? O que conhecemos é realmente correto? Como podemos confiar e testar nossos conhecimentos? Podemos compreender o conhecimento em sua totalidade?"},{"_id":"584f2e6977b00abfd2000076","treeId":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","seq":2905591,"position":1,"parentId":"584f2c2877b00abfd2000075","content":" CONHECIMENTO é uma relação que se estabeleceentre o sujeito que conhece e o objeto conhecido.  Imagens (conhecimentoAtravés do conhecimento, sensível)reconstruímos, em nós, arealidade, pelas:  Ideias (conhecimento intelectual).\n15. CONHECIMENTO EMPÍRICOEmpirismo do grego: empeiria EXPERIÊNCIA\n16. CONHECIMENTO EMPÍRICO\n17. CONHECIMENTO EMPÍRICOO conhecimento empírico é também chamadode conhecimento popular, comum ou vulgar. É aquele obtido no dia a dia, independentemente de estudos ou critérios de análise. Foi o primeiro nível de contato do homem com o mundo, acontecendo através de experiências casuais e de erros e acertos.\n18. CONHECIMENTO EMPÍRICOEXEMPLOS: A chave está emperrando na fechadura e, de tanto experimentarmos abrir a porta, acabamos por descobrir (conhecer) um jeitinho de girar a chave sem emperrar; Criar software sem capacitação técnica ou superior, baseado na tentativa e erro. Nuvens escuras como sinal de mau tempo...\n19. CONHECIMENTO EMPÍRICOAinda assim, é a base para o conhecimentocientífico, por existir antes do homem,imaginar a existência da ciência e por levar ohomem a reflexão (Theóphilo e Martins,2009).\n20. CONHECIMENTO EMPÍRICO Particular, pois, não objetiva generalizações; Assistemático, pois, não exige comprovações; Valorativo, pois, está impregnado de subjetividade; Subjetivo, pois, é gerado a partir da experiência de cada sujeito; Superficial, pois, sem buscar as causas dos fenômenos/eventos, pauta-se na aparência; Efêmero, pois, ao ser transmitido de geração em geração, vai sendo continuamente modificado.\n21. CONHECIMENTO FILOSÓFICOÉ fruto do raciocínio e da reflexão humana. É oconhecimento especulativo sobre fenômenos,gerando conceitos subjetivos. Busca dar sentidoaos fenômenos gerais do universo, ultrapassandoos limites formais da ciência.\n22. CONHECIMENTO FILOSÓFICO\n23. CONHECIMENTO FILOSÓFICO\n24. CONHECIMENTO FILOSÓFICO\n25. CONHECIMENTO FILOSÓFICO\n26. CONHECIMENTO FILOSÓFICOComo a ciência não é suficientepara explicar o sentido geral douniverso, o homem tenta essaexplicação através da filosofia.\n27. CONHECIMENTO FILOSÓFICO O homem é a ponte entre o animal e o além-homem (Friedrich Nietzsche); Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz. (Platão); As vivências terríveis fazem-nos pensar se o seu protagonista não é, ele próprio, algo de terrível. (Friedrich Nietzsche); A vida sem ciência é uma espécie de morte. (Sócrates); Os homens que se emocionam com as paixões são capazes de ter mais doçura na vida. (Rene Descartes)...\n28. CONHECIMENTO FILOSÓFICO Valorativo Racional Sistemático Não verificável Infalível Exato Especulativo\n29. CONHECIMENTO RELIGIOSOConhecimento revelado pela fédivina ou crença religiosa. Não pode, por sua origem, ser confirmado ou negado. Depende da formação moral e das crenças de cada indivíduo.\n30. CONHECIMENTO RELIGIOSOPara Theophilo e Martins (2009) o conhecimentoteológico é produto da fé humana na existênciade uma entidade divina. Provem das revelaçõesdo mistério, do oculto, por algo que é interpretadocomo mensagem ou manifestação divina etransmitido por alguém, por tradição ou atravésde escritos sagrados. Pode ser chamado de religioso, teológico, místico ou espiritual.\n31. CONHECIMENTO RELIGIOSO Acreditar que alguém foi curado por um milagre; Acreditar em duende; Acreditar em reencarnação; Acreditar no espiritismo...\n32. CONHECIMENTO RELIGIOSO Valorativo Inspiracional Sistemático Não verificável Infalível Exato\n33. CONHECIMENTO CIENTÍFICOO conhecimento científico resulta dainvestigação metódica e sistemática darealidade. Transcende os fatos e os fenômenosem si mesmos, analisa-os para descobrir suascausas e consequências (Theophilo e Martins,2009). Ao contrário do conhecimento vulgar, o conhecimento científico segue aplicações de métodos, faz análises, classificações e comparações.\n34. CONHECIMENTO CIENTÍFICO Descobrir uma vacina que evite uma doença; Descobrir quais os problemas existentes no desenvolvimento de software; Descobrir como se dá a implementação de um sistema; Teoria da relatividade; Teoria da informação...\n35. CONHECIMENTO CIENTÍFICO É racional e objetivo;  Depende de investigação metódica; Atém-se aos fatos;  Busca e aplica leis; Transcende aos fatos; É analítico;  É explicativo;  Pode fazer predições; Requer exatidão e clareza;  É aberto; É comunicável;  É útil. É verificável;"}],"tree":{"_id":"559ecdc79771fd8d5d46b49b","name":"tree1_sam 1","publicUrl":"tree1-sam-1"}}